×
Compartilhar Inscreva-se

5 dicas importantes para quem pretende investir em um imóvel na planta

5 dicas importantes para quem pretende investir em um imóvel na planta

Com certeza, nos últimos meses, você deve ter ouvido alguém falar que “em tempos de crise, é que se fazem bons negócios”. Até existe um ditado que diz: “em tempos de crise, uns choram e outros vendem lenços.”.

De fato, o momento econômico do país é bastante complicado. Ainda assim, boas oportunidades para o seu bolso podem surgir.

Financiar praticamente todo o valor de um imóvel nessa época, em que as taxas de juros não param de subir, certamente não parece ser uma boa ideia. Então, vamos falar sobre investimento.

O cenário atual pode ser propício para quem possui boa quantia de dinheiro disponível para comprar um imóvel à vista ou para quem tem condições de fazer o pagamento de uma parte considerável do valor como entrada.

Durante períodos econômicos como esse, a maioria das pessoas que busca a compra de um empreendimento na planta possui uma situação financeira estável e, em regra, adquire o imóvel pensando em alugar futuramente; ou, até mesmo, vendê-lo quando estiver valorizado após a conclusão da obra.

No entanto, essa segurança financeira do investidor pode lhe trazer alguns percalços no decorrer do caminho, principalmente quando não são analisados detalhadamente alguns pontos importantes antes da negociação ser concluída.

Pensando nisso, apresentamos 05 dicas que um investidor deve seguir antes de concluir a compra do imóvel desejado.

1. Tenha um planejamento orçamentário bem definido

Essa dica é direcionada principalmente para quem precisará financiar pelo menos uma parte do valor do imóvel.

Verifique se você realmente possui uma renda disponível para fazer esse investimento, analisando o que já está comprometido em seu orçamento familiar. Os especialistas em economia recomendam que o conjunto familiar nunca deva comprometer mais de 30% de seu orçamento com parcelas de empréstimos e financiamentos.

2. Conheça todos os custos da operação

É importante que o investidor tenha conhecimento de todos os custos que envolvem a operação, incluindo, no cálculo inicial, as despesas cartorárias e também os impostos que incidirão sobre a compra e transferência do imóvel.

3. Verifique se a construtora não está passando por problemas financeiros

Diante do cenário econômico atual, infelizmente é comum que empresas do ramo imobiliário apresentem problemas financeiros, principalmente após a expansão imobiliária verificada nos últimos anos. Portanto, é indispensável que o histórico da construtora seja analisado, buscando informações junto aos órgãos de proteção ao consumidor e verificando se a empresa possui demandas judiciais em seu desfavor.

Não hesite em solicitar que a construtora apresente alguns documentos a fim de conferir a sua solidez, como por exemplo:

  • Cópia autenticada do contrato ou estatuto social, com todas as alterações;
  • Certidão da Junta Comercial indicando todos os sócios com poderes de administração;
  • Certidões Negativas de Débitos Fiscais;
  • Certidão Negativa de Ações Judiciais;
  • Certidão Negativa dos Cartórios de Protesto.

Além disso, mantenha contato com proprietários de imóveis construídos pela empresa, solicitando informações se houve algum tipo de problema, se o prazo de entrega foi cumprido, dentre outras questões que entender conveniente.

4. Analise toda a documentação do imóvel e sua condição perante a Prefeitura

Certifique-se de que a incorporação do empreendimento foi devidamente registrada no Cartório de Registro de Imóveis, analise o memorial descritivo e arquive todos os informes publicitários, pois isso poderá ser utilizado futuramente.

Além disso, consulte a condição do terreno em que será construído o empreendimento junto à Prefeitura.

5. Analise o contrato antes de assinar

Consulte um advogado de sua confiança para que esse profissional realize uma análise minuciosa do contrato enviado pela construtora.

Geralmente essa modalidade de contrato apresenta um grande número de cláusulas e o desconhecimento de alguma delas pode gerar sérios problemas ao comprador.

Compartilhe:

Mateus Scolari

Advogado sócio do escritório Bortolotto & Advogados Associados. Atua na advocacia preventiva e consultiva, nas áreas do Direito Civil, Comercial e do Consumidor.

    Junte-se a nossa lista de leitores.

    Texto complementar


    Ao informar seus dados, você concorda com a Política de Privacidade.